Buscar no Portal

09 de Janeiro, 2018 ŕs 09:37 Por: Denar

MINHA ESPOSA NO BORDEL

tags: VADIA DEMAIS
Esse conto possui 1910 visita(s).

CONTO ENVIADO POR UM MARIDO CONFORMADO , LIBEROU A ESPOS PRA COMER A FILHA.

Bem pessoal me chamo Carlos e tinha 35 anos , fiquei viúvo e com um tempo me casei com a Josê de 35 anos , mas ela tinha uma filha , minha esposa era muito ativa sexualmente , eu cuidava dela e da filha dela com muito carinho, mas depois de um tempo comecei a desconfiar que algo acontecia de errado , até que descobri que minha esposa frequentava um bordel durante o dia eu trabalhava e ela ia ao cabaré onde só vai mulher casada , mas para descobrir , dois amigos meus , o Ricardo e o Kito foram até o bordel e constataram que ela estava lá , então como homem é safado , um deles chamou ela que veio até a mesa deles cheia de desconfiança e pediu para eles não falarem nada , mas eles são amigos e me contaram tudo , mas eles falaram que queriam transar com ela , na hora ela topou , então eles foram para o quarto e minha esposa estava de vestidinho , pois lá tem que ficar bem sexy , um deles falou que ao entrar no quarto já grudou ela , pois ele estava de cacete duro ela apertava o pau dele e o pau do outro , eles tiraram o vestido dela deixando ela de fiozinho enterrado no cuzinho , O Ricardo mamava os peitos e Kito mordia a bunda , ela pegava no pau de um de outro , mas ela pediu pra eles ficarem em pé lado a lado e mamou as duas varas e as 4 bolas deles , o tesão era tão grande que o Ricardo deitou e a Jô veio e sentou na vara dele , ficando com o cuzinho a mostra para o Kito , ele então colocou o pau na porta do cuzinho e enfiou ela aguentou bem as duas varas e rebolava , mas a puta além de tudo gozou na vara do Ricardo e ainda com uma pica no cu , o Ricardo gozou na buceta dela e o Kito gozou no cuzinho , mas tudo bem eu nunca liguei pra isso , pois fazia de conta que nada acontecia , pois eu estava transando com a menina que já tinha uma idade a mais , pois eu estava deitado sozinho e a Razinha veio e deitou do meu lado , logo ela encostou em mim e meu pau já ficou durinho ela me acariciava , então eu comecei a alisar os seios dela ela deixou de boa até enfiei a mão por baixo da blusa e consegui pegar aquele mamõezinhos , durinhos , ergui a blusa e mamei os dois , sem bico , mas eu queria mais e abri o shortinho , tirei e deixei ela de calcinha , uma delicia , tirei a calcinha dela e a bucetinha com pelinhos deliciosos então me vi obrigado a tirar a roupa e ficar com o pauzão enorme duro , ela pegava meio sem jeito , eu beijava aquela boquinha e mamei os peitinhos desci a bucetinha chupei toda , lambi o cuzinho e chupei o grelinho minúsculo , ensinei ela a mamar meu cacete , mas o gostoso foi quando coloquei a vara na porta da buceta o pau foi entrando apertado demais ela gemendo de dor , mas entrou tudo até o pé que o saco batia na bundinha dela , mas a safadinha sabia fuder e deixou meu pau duro ao rebolar na vara , delicia a gozada gemendo que ela deu no meu cacete eu claro enchi a bucetinha de porra , deste dia em diante eu transava muito com ela comia até o cuzinho dela e deixava minha esposa ir para o bordel , eu fazia de conta não saber de nada pois comia a filha dela.

Comentários

10 de Janeiro, 2018 ŕs 12:11
dotado35safado
Ótimo conto.. fico puto de tesão ao ler.. e com vontade de conhecer esse tipo de mulher safada as vezes sendo uma evangelica, crente..comprometida ou mulher que gosta de ser bem fodida, mesmo que as vezes não tenha coragem pra falar mais morre de desejo,depois de algumas exp. passei a gostar demais de ficar cobiçando uma mulher safada, ou vela se exibindo, até mesmo ajuda-la a perder a timidez e mostrar todo desejo e vontade reprimida. quem sabe ajudando a conhecer esses desejos..e vontade.. whats (19,9233.2798)

1