Buscar no Portal

09 de Outubro, 2017 ŕs 16:10 Por: Daniel Polansk

A Irmã da Eliza

tags:
Esse conto possui 1449 visita(s).

Como eu citei no outro relato quando fui a Chácara do Pai da Eliza que é a noiva de um colega meu, acabei transando com a irmã dela, e foi assim.
Estava eu fazendo as caipirinhas para os convidados que estavam no churrasco, quando notei uma linda loira linda de uns 32 anos, em um vestido branco justo que mostrava toda suas curvas, um sorriso lindo e um olhar penetrante. Depois de conversar com várias pessoas ela veio até o balcão e com um sorriso ela me disse então é você que faz a poção mágica como diz a minha irmã, eu olhei prá ela e sorri e disse tudo que eu faço é com muito carinho, deve ser por isso que se torna especial, nesse momento chegou e ficou ao lado dela, ela me falou que falta de educação meu nome é Lara e esse aqui é meu marido o Lucas, eu disse prazer meu nome é Daniel, ficamos ali conversando eles bebendo , após algum tempo eles saíram e eu fiquei ali no meu cantinho fazendo as caipirinhas e observando tudo que acontecia ao meu redor, ao olhar em direção a piscina eu viu que Lara e o Lucas estavam discutindo feio, tentei desviar minha atenção para o outro lado, mais volta e meia eu olhava para o casal, foi quando Lucas passou bufando por mim e foi embora, Lara veio até o balcão e me pediu faz uma poção bem forte prá mim , eu perguntei dia difícil ela disse nem me fala, falei prá ela não pude deixar de notar a briga entre você e seu marido, ela me falou então peguei o Lucas xavecando a ex namorada dele , me senti horrível, então eu disse quem em sã consciência poderia trocar uma deusa como ela por outra mulher só estando bêbado ou louco, ela ficou toda vermelha e disse obrigada, eu disse só estou falando a verdade e falei ainda isso logo passa vai ver, ela me disse que não era a primeira vez, eu falei que o marido era louco, pois ela com aquele sorriso, aquele corpo e que me parecia uma pessoa legal, ela agradeceu novamente e saiu, eu fiquei ali admirando aquela mulher, todo lugar que ela ia eu a seguia com os olhos ela percebeu e retribuía o olhar com seu lindo sorriso, quando já eram mais ou menos umas 2 horas da madrugada, não havia praticamente mais ninguém no churrasco, eu estava me preparando para ir embora, eis que chega Lara, e perguntou você já vai, disse sim, ela perguntou posso pegar uma carona com você, disse sim, mais pensei que iria fica aqui, ela me respondeu não quero espairecer um pouco, preciso por a cabeça no lugar, me despedi do pessoal, Elisa disse olha lá heim onde você vai levar minha irmã, eu disse pode ficar tranquila vou levar ela onde ela quiser ir , Elisa sorriu e disse cuidado, então saímos da chácara ouvindo música no meu carro e pegamos a estrada, ao chegar na entrada da cidade ela me perguntou você me lva mesmo onde eu quiser, eu disse sim levo, ela então falou vamos naquele Motel logo ali na frente, olhei para ela e perguntei tem certeza ela disse sim, então entramos no Motel, dei uma de ingênuo, disse a ela que a deixaria no quarto e no outro dia passaria para pega-la, ela disse não fica comigo, eu já estava de pau duro de imaginar aquela beldade sendo possuída por mim, entramos no quarto, sentamos na cama ela disse se erra verdade todos os elogios que havia feito a ela, disse que sim olhando nos olhos dela, então nos beijamos em beijo indescritível, começamos a nos acariciar, eu disse preciso de um banho, ela disse então vamos, tiramos nossas roupas nossa que mulher, que corpo, entramos no chuveiro e continuamos com as carícias, peguei o sabonete e comecei a passar nas costas dela e ao mesmo tempo colocava meu pau no meio da bunda dela pincelando ela rebolava deliciosamente, pedi aa empinar a bunda um pouco mais e peguei meu pau e fui direcionando em sua bucetinha devagarinho até entrar tudinho e ela rebolava e pedia mais e eu entrava e saia até gozar naquela bucetinha linda, acabamos de tomar banho peguei ela no colo e levei para a cama, e comecei a secar o corpo dela com a boca, chupando seu corpo todinho ela delirava de prazer, principalmente quando chupei o cuzinho dela, ela ficou louquinha, depois fizemos um 69 delicioso, ela gozou na minha boca e eu gozei na boca dela, depois de recuperar eu pedi para ela deitar de bruços e lambi de novo a bucetinha e o cuzinho dela, em seguida fui colocando meu pau na buceta meladinha dela dei umas bombadas e direcionei meu pau no cuzinho dela, ela me falou devagar pois nunca dei meu cuzinho, falei vou devagar e com muito carinho, ai fui forçando passo a cabecinha, parei um pouco prá ela se acostumar, depois fui colocando devagarinho a cada cm que entrava ela trancava o cuzinho e depois abria e entrava mais um pouco foi assim que entrou tudo, ficamos parados um pouquinho até ela começar a rebolar bem devagar e eu entrando e saindo, fomos aumentando o ritmo até que gozei , ficamos ali parados eu em cima dela por uns minutos, ai nos levantamos e fomos tomar banho e dormir um pouco, eu acordei mais tarde com ela chupando meu pau, passamos o dia no Motel e foi uma loucura, e sempre que dá repetimos tudo de novo, Se você gostou desse relato entre em contato...wdamile@hotmail.com

Comentários

Ainda năo há comentários para esse conto.