Buscar no Portal

07 de Outubro, 2017 ŕs 21:43 Por: Ruiva Safadinha

ACE

tags: ACE
Esse conto possui 1345 visita(s).

OBS: ACE - Agente de Combate a Endemias

Estou saindo do banho de toalha e ao ir para o quarto me vestir escuto uma voz masculina gritar do lado de fora de casa: ACE....
Finjo que não escuto porque além de minha casa ser muito bem cuidada já imagino um senhorzinho que vai ficar por horas puxando assuntos desnecessários, porém a voz continua insistente.. ACE! ACE! seguido de palmas...
Por um momento esqueço que estou de toalha e com uma cara de poucos amigos abro a porta.
Minha surpresa é grande quando me deparo com um rapaz lindo
aparentemente com 28 a 30 anos. No mesmo instante, sinto o fogo subir a minha face. Olho de cima a baixo e a visão é simplesmente
linda, gostosa, apetitosa mesmo...
Sinto seus olhos vidrados no meu corpo por baixo da toalha embora o
momento exija uma certa discrição devido a estar em serviço.
Não perco tempo e o convido a entrar para averiguar minha casa.
Ele entra meio sem graça e o convido a sentar-se para as perguntas
de sempre.
Apenas aí me dou conta de que estou de toalha e isso me deixa com mais vontade ainda.
Sento-me de frente para ele com minhas pernas abertas o suficiente
para que ele tenha uma visão gostosa.
Ele entende o recado e o que era timidez, vergonha ou discrição se
torna uma mão agil a desabotoar o cinto da calça e colocar seu pênis
para fora.
Fico maravilhada com a visão do seu pau grosso, bonito com nada
menos que uns 18 cm de pura gostosura. Me ajoelho e caio de boca ali mesmo sem pensar em mais nada.
Chupo muito gostoso com vontade devorando cada centímetro e me
sentindo maravilhada com o gosto bom que ele tem. Minha garganta
anseia por aprisioná-lo...
Sem perder tempo ele me levanta e me vira estupidamente de joelhos
em cima do sofá. Adoro esse jeito bruto que ele revelou, rapidamente
me empino de quatro e ele enfia seu pau com tudo em minha buceta.
Sinto uma dor forte mas, ao mesmo tempo, um prazer intenso.
A cada estocada o sofá vai caminhando pela sala. Me seguro firme
para aguentar a pressão.
Minha toalha cai, fico totalmente exposta e suas mãos rapidamente
agarram e apertam meus seios. De repente ele me puxa pelos cabelos
e me domina ainda mais.
Sinto sua outra mão apertando agora minha bunda e seu dedo chegando perto do meu cuzinho. Isso me assusta um pouco a princípio, porém nesse momento, sinto uma leve delicadeza em seu gesto. E então passo a curtir aliviada esse instante. Seu dedo é maravilhoso e em pouco tempo me sinto tão excitada que ao senti-lo entrando me vem um tesão enorme. E as estocadas fortes continuam ao mesmo tempo.
Sinto sua respiração ficando ofegante enquanto seu dedo está inteiro
em meu cuzinho. Ahh! que sensação maravilhosa!!!
Começo então a sentir sua outra mão brincar com meu clitóris, seu dedo em meu cu e seu pau dentro de mim e isso me faz estremecer de prazer e gozar como uma louca. Tudo é muito intenso e então não aguento e começo a gritar enquanto gozo e isso lhe excita de tal forma que sinto na hora seu gozo percorrendo quente dentro de mim.
Ele se afasta, me vira de frente, segura brutalmente meu queixo me
fazendo encará-lo, dizendo olhando nos meus olhos, que na semana
seguinte retornará. Me dá uma mordida nos lábios sobe sua calça e
apenas sai fechando a porta atrás de si.
E eu? Eu apenas fico pensando em qual será o dia da próxima semana que ele me visitará novamente.


Ruiva Safadinha


Comentários

Ainda năo há comentários para esse conto.